Olá, tudo bem?

Você conhece a Constelação Sistêmica aplicada para a morte de animais ou pessoas?

Eu preparei esse texto especialmente para explicar tudo sobre isso para você!

Inúmeras vivências traumáticas nos impactam na vida e podem causar um grande dano emocional durante muitos anos e até mesmo uma vida inteira. Muitas pessoas têm dificuldade de lidar com questões de alto impacto e podem até mesmo entrar em quadros depressivos.

Notícias nos mostram como as pessoas em geral, se conectam emocionalmente com animais e como eles podem estar mais presentes do que humanos. A conexão com animais é tão forte e significativa, como se fossem pessoas da nossa família. Animais são membros do sistema familiar e muitas vezes, a principal conexão afetiva ou companhia, como no caso citado.

No meu Método® de constelação usamos a Carta Sistêmica 34 – Se despedindo de uma animal de estimação, que ajuda a dar um fechamento a essa perda traumática e que se não utilizada por pessoas que passaram por dores muitos significativas, pode ocasionar até mesmo, um processo depressivo.

Só quem tem um amor profundo pelos animais sabe dessa dor e do impacto causado por sua ausência. Um animal também pode servir de conexão afetiva para um casamento que não vai bem, para um filho que saiu de casa ou casou, para a morte de um familiar, para ocupar o lugar de um parceiro que foi embora, para o medo de se entregar ao amor novamente ou a única companhia que sobrou numa determinada fase de vida.

Dessa forma, devemos entender que o impacto dessa perda precisa de uma ressignificação, principalmente se a função desse animal era suprir algo que seu dono não consegue de outra forma. Para o animal também pode ser pesado estar fora de seu lugar e ter que dar esse amor ao dono, por uma incapacidade desse dono buscar de outra forma.

Nesse sentido o animal pode até adoecer se receber um peso de ter que corresponder ao seu dono por algo que ele mesmo não pode buscar.

Com essa consciência podemos entender porque algumas pessoas demoram tanto para se recuperar dessa perda. Procure saber qual o papel desse animal na vida do dono e saber se ele estava em seu lugar ou projetando no animal suas carências, suas decepções, suas necessidades não satisfeitas de outras formas.

Aqui podemos ajudar o paciente a entender que além da dor da perda “do amigo, do filho”, tem uma dor mais profunda escondida, que precisa ser vista e curada com muito amor e paciência.

Morte de pessoas significativas também podem levar a quadros graves e nesse tipo de situação usamos o Protocolo de mortes, onde você consulta qual constelação pode usar, ou para dar fechamento para essa experiência na vida do seu paciente.

A intensidade do sintoma nos sinaliza se é um luto saudável ou que esconde questões ocultas, que o está impedindo de se despedir de forma adulta.

E se você se interessou em ter todos os conceitos e técnicas para curar esse tipo de trauma, não deixe de me acompanhar em minhas redes sociais! Nos meus perfis eu explico diariamente questões sobre Constelação com Cartas Sistêmicas, Ativações e muito mais! Vou deixar os links aqui para você!

Link Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCbvS6PYRIT4TZnapVCo6Log

Link Instagram: https://www.instagram.com/metodowerner/

Conto com você sempre comigo!

Beijos da Fer! #euvejovocê!